Seu Escritório de Arquitetura, digital.

Lawe Doces | Studio HS Arquitetura

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade 

Quando mencionamos que a arquitetura evidencia e potencializa a experiência e o produto do cliente, falamos sobre a influência que ela tem diretamente sobre essa relação entre cliente e vendedor/empreendedor/empresário, quando se trata de projeto comercial.

Arquiteto Líder: Hugo Brito
Nome do Projeto: Lawe Doces
Escritório: Studio HS Arquitetura (e-mail)
Localização do Escritório: Amapá, Brasil
Área: 35,20 m²
Tipo de projeto: 
Lojas
Localização do projeto: 
Amapá, Brasil
Ano: 2021

Fabricantes: Santa Luzia, Alux Iluminação, Duratex, Espaço Casa Macapá
Softwares Utilizados: AutoCad, Sketchup e Lumion

Por isso, ao planejarmos a fachada, consultamos a paleta de cores da própria empresa e nesse momento a arquitetura se funde às características do empreendimento. É como se fosse o tempero especial de todos os produtos ali feitos.

Sempre disse que “Se ninguém nota seu projeto, “tecnicamente” ele não existe” – Hugo Brito, e cansados sempre do “mesmo” ou “do comum”, buscamos respirar novos ares, e assim, nossas inspirações vieram das famosas padarias francesas!

Por isso temos os ricos detalhes das boiseries (de origem francesa nos séculos XVII e XVIII) ou molduras, como é popularmente conhecida.

É exatamente nas boiseries/molduras que moram os segredos do projeto. Elas centralizam os produtos do empreendimento, voltando os olhares justamente para eles, ou seja, “elas evidenciam e potencializam o produto”, logo, a arquitetura passa a ser o que os destaca.

Apesar de serem lindos, os detalhes acabam ficando em segundo plano, logo, a arquitetura deixa de ser egoísta e abre espaço para o que de fato o dono do empreendimento procurava, que é a valorização do que produz e a experiência de quem consome.

Laew Doces – Studio HS Arquitetura

Na matemática que diz “da mesma forma que doces são para todos, todos também são para doces”, não poderíamos esquecer da acessibilidade (presentes nas plantas de detalhamento), por isso, há a rampa de acesso com a porta abrindo para em sentido externo (para fora) e também os pisos táteis.

Laew Doces – Studio HS Arquitetura

Um ponto importante a ser ressaltado é a autopromoção e a não propaganda enganosa por meio da arquitetura. Como assim? Ao acessar a Área de Consumo, ao lado esquerdo, há grandes quadros moldurados também por boiseries, e o mais interessante sobre, é que os quadros são feitos das publicações autorais da empresa, com os seus produtos reais! Portanto, por meio deles, há a autopromoção.

Um dos anseios posto, era a necessidade de um espaço para consumo no próprio ambiente. Então, trabalhamos dois pontos. O primeiro, interno, e o segundo externo. Ambos totalmente distintos, trazendo sensações diferentes. No interno temos um espaço característico de um canto alemão, com acentos rústicos, enquanto no externo, temos um banco estilo francês bastante atemporal, o que nos remete aos antigos tempos nas praças. Experiência!

E não menos importante, temos o projeto luminotécnico, que foi pensado exatamente para enaltecer cada detalhe ali projetado, afinal, a riqueza está nos detalhes! Utilizamos, em sua maioria, iluminação quente, justamente para realçar as cores dos doces, logo (e mais uma vez), evidenciando o produto.

1 Compart.
Compartilhar
Pin1
Telegram
Twittar
WhatsApp